sábado, setembro 09, 2006

imperativo da primavera

humano, assuma o ar silvestre
época de amor conforme o calendário

flores façam tudo o que não digo

coração, aceite o eixo terrestre

ninho esta vida leve no bico
viva de brisa o papo sozinho
estações, aqueçam seu poeta
primaveras, passem com carinho

(Roberto Prado)

4 comentários:

doris disse...

em setembro meu coração faz mais barulho.
bj

Fraga disse...

Sua delicadeza
deixa todas
as palavras
polissépalas.

roberto prado disse...

Dóris, então somos uma bateria. Da Mangueira, espero. Beijos!

roberto prado disse...

Fraga: se a vida tem seus imperativos, tento ao menos tratar com carinho os acasos que me nascem. Abração!