sábado, setembro 12, 2009

A hora e a vez da chibaba


Diversos figurões da república pararam de enrolar e hoje se declaram favoráveis à liberação (ou como eles preferem: descriminalização) da maconha.
Mesmo não sendo gourmet da tal planta, abstraio a dor de concordar com políticos e lhes dou razão. Proibir mato é o fim da picada.
Pois bem. Só semana passada apareceram o muito louco ex-presidente FHC (aliás, curiosamente, seu nome é quase THC, o mesmo que designa o princípio ativo da chibaba - tetrahidocanabinol), o cabeça-feita ex-ministro da justiça, Márcio Tomaz Bastos e o fissurado ministro do meio ambiente, Carlos Minc dizendo que, por eles, o povão poderia fumar despreocupadamente a sua folha de chuchu com pachioli na varanda.
Mas, na verdade, não é de filigranas jurídicas e polêmicas bestas que eu quero falar. É que lembrei da obra-prima que uns amigos meus escreveram, musicaram e ainda devem cantar por aí. Coisas assim precisam ser acesas para não virar fumaça.
Não lembro o título da bagaça, no original que eu tenho está faltando este pedaço. Talvez tenham usado para enrolar um. Vai saber.
PS.: Opa! O Trindade, lá do Reino Unido, já me lembrou do título da bagaça.


Caterva maldita


eu sou chegado numa maconha

eu gosto mesmo é de um bagulho bom

minha cabeça fica bambalhona

eu fumo puro e com manjericão


lá na jamaica chamam de ganja

dançam fumando e dizendo jah

rastafaris cabeças de nego

vou dando bola e dizendo oba


lá no pernambuco tem o cabrobró

a tal sensemilla vem do cafundó

rabo de raposa é muito mió


um troço louco lá do marrocos

vem em bolinha e tem que dechavar

baixaram todos os santos da bahia

quando a liamba começou rodar


ai que saudade eu tenho da tailândia

que veio em lata no solano star

índia, somália, trinidad, polônia

acho que fumo em qualquer lugar


lá no pernambuco tem o cabrobró

a tal sensemilla vem do cafundó

rabo de raposa é muito mió


(Rodrigo Barros, Beto Trindade, Thadeu Wojciechowski e Walmor Góes)


10 comentários:

trindade disse...

O nome da coisa é "Caterva Maldita", Becão.

Abraço.

Trndd

Roberto Prado disse...

Valeu, Trin. Já está lá. estou baixando as canções recuperadas. Ainda não ouvi. Obrigadão!
Beco

Anônimo disse...

so de ver essa jah vou fumar um...


rodrigo

Roberto Prado disse...

Vai nessa, Rodrigo, ou não sobra nem a bagana!

Anônimo disse...

o walmor se encarrega disso.

Roberto Prado disse...

Na verdade o Frank já nasceu com o THC naturalmente impresso no DNA canhoto.

Anônimo disse...

parece o ederci aquele cara ali atras do negão!!!

Anônimo disse...

na verdade o frank ainda tá imprimindo thc no seu Dna.

Antonio Thadeu disse...

Boa, Beco. Bons tempos aqueles.

Roberto Prado disse...

Não se preocupe, Thadeu. Comou sem a caderneta de poupança Bamerindus, dias melhores virão, rerereerre Abraçãopra tu também!