sexta-feira, junho 02, 2006

mantra

amor & cabana
sonho boboca
vida bacana


(Roberto Prado)

comovendo junto

árvores sem movimento
dói o mormaço lá fora

eu moro por dentro
vivo de brisa
e demoro longe

não vejo a hora
quebro vento
e arrumo galho

o pouso da ave
vale quanto penso
não move uma palha

apenas o sopro do sentimento
comovo uma folha

(Roberto Prado)

4 comentários:

fraga disse...

Sigo admirando.
Segue email.
Abração.

roberto prado disse...

Fraga, desculpe a minha súbita ausência internética. Durante uns dias fiquei longe deste mundo. Abração pra você também e fico no aguardo do e-mail

Don Suelda disse...

Porra, que rolo no blog da Ligia! Legal! É a globalização! A Humanidade não precisa de poetas. Mas não vive sem eles.

roberto prado disse...

Biste, Mestre Solda? Tem gente que não pode ver um haicai que já sente ganas de detonar o pobre poetinha. E a Lígia lá no meio, grávida, com um taco de basebol na mão, me defendendo da curriola. É por isso que eu prefiro uma Lígia do que bilhões de anônimos.